Livrarias Familia Crista
Ao continuar navegando você aceita os cookies que utilizamos para melhorar o desempenho, a segurança e a sua experiência no site =) Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.
Kit 10 Livros | Clássicos da Literatura Brasileira | Para Revendedores
Passe o mouse na imagem para ver mais detalhes.
Preço Imbatível Só hoje -70% DESCONTO

Os pedidos estão sendo postados e entregues normalmente

Kit 10 Livros | Clássicos da Literatura Brasileira | Para Revendedores

Acerte as questões dos maiores vestibulares! Questões selecionadas e comentadas / Texto Integral

Cód: 18297
Editora: Penkal
Em estoque: Envio imediato

Está precisando de uma renda extra e não sabe o que fazer? Temos a solução para isso!

* Campos Obrigatórios

De: R$249,00

Por: R$74,90

em 4x de R$18,73 nos cartões
R$72,65 3% de desconto no boleto bancário, débito e Pix
Produtos em pré-venda possuem,
uma data prevista para envio! Ou
seja, a partir desta data informada
estaremos providenciando o envio do
seu pedido, e também é quando
começará a contar o seu prazo de
entrega! ;)

Kit 10 Livros | Clássicos da Literatura Brasileira | Para Revendedores

De: R$249,00

Por: R$74,90

em 4x de R$18,73 nos cartões
R$72,65 3% de desconto no boleto bancário, débito e Pix

Opiniões e Avaliações

Formas de pagamento:

                 

Detalhe do produto

Está precisando de uma renda extra e não sabe o que fazer? Temos a solução para isso!


Adquirindo esse kit, contendo 10 grandes títulos de Clássicos da Literatura Brasileira, os produtos sendo todos com exclusividades da Editora Penkal, assim não haverá problemas com a concorrência.


Reunimos algumas das principais obras clássicas. Os livros ganharam capas novas, mais modernas, desenvolvidas por nossa equipe. Além do texto integral, acrescentamos também questões de vestibulares relacionadas a eles ao final de cada uma das obras. Essas questões também foram pesquisadas e adaptadas especialmente para essa nossa série exclusiva!


Esse kit contém 10 livros:


- Bom-Crioulo | Adolfo Caminha


- Eu e Outras Poesias | Augusto dos Anjos


- Livro do Desassossego | Fernando Pessoa


- Mensagem | Fernando Pessoa


- A Relíquia | Eça de Queirós


- A Escrava Isaura | Bernardo Guimarães


- Poemas Escolhidos | Gregório de Matos


- Várias Histórias | Machado de Assis


- Papéis Avulsos | Machado de Assis


- Lucíola | José de Alencar

Adolfo Caminha publicado em 1895, Bom-Crioulo é o penúltimo romance do escritor. Ancorado na estética naturalista, mas sem perder um certo lastro romântico, a obra narra a história de um ex-escravo de nome amaro, apelidado de Bom-Crioulo por seus companheiros na marinha, dada a sua personalidade gentil. Acontece que, em certo momento, um jovem franzino, de nome Aleixo, passa a fazer parte da tribulação do navioen que trabalha o protagonista, despertando nele um sentimento até então desconhecido.


Augusto dos Anjos nasceu na Paraíba, em 1884, formado no Liceu Paraibano e na Faculdade de Direito do Recife, atuou como professor, inicialmente em João Pessoa, depois no Rio de Janeiro. Em sua breve atividade literária, Augusto dos Anjos destilou seu pessimismo por meio de uma linguagem preciosista, com termos emprestados do léxico científico, abarcando temas considerados não-poéticos e até antilíricos, como a putrefação e a decomposição. Niilista e agressiva, a poesia de Augusto.


Fernando Pessoa nasceu em Lisboa, em 1888, mas mudou-se para a África do Sul, onde realizou seus estudos primários e secundários com notoriedade, recebendo inclusive um prêmio. Atuou profissionalmente como correspondente comercial em línguas estrangeiras, mas foi por meio de sua atividade literária que ele ganhou a merecida RELEVÂNCIA que recebe na atualidade. Dono de um gênio sem igual e, ao mesmo tempo, inquietante, o poeta português publicava por meio de seus famosos heterônimos, como é o caso de Bernardo Soares, o “autor” desta obra.


José Maria Eça de Queirós nasceu em Póvoa de Varzim, em 1845. Cursou Direito em Coimbra e envolveu-se com uma agitada geração acadêmica, influenciada pelas ideias que povoavam a intelectualidade da segunda metade do século XIX. Durante a Questão Coimbrã, esteve ao lado de Antero de Quental e do novo ideário de arte, opondo-se ao Romantismo. Como um divisor de águas entre a tradição e a modernidade na literatura portuguesa, Eça influenciou e continua a influenciar uma grande gama de escritores.


Bernardo Joaquim da Silva Guimarães nasceu na cidade de Ouro Preto, em Minas Gerais, em 10 de março de 1825. Estudou na prolífica Faculdade de Direito de São Paulo, onde conheceu o poeta Álvares de Azevedo, de quem foi amigo inseparável. Escreveu poesia, desenvolveu atividade jornalística, foi professor de retórica, poética, francês e latim; mas foi com sua prosa de ficção que tornou-se conhecido, sobretudo como A escrava Isaura, obra adorada por seus contemporâneos e diversas vezes adaptada para a televisão. No auge de sua carreira, sua fama era tanta que o próprio Imperador D. Pedro II prestou-lhe homenagens durante uma visita a Minas Gerais.


Gregório de Matos Guerra nasceu na então capital do Brasil, Salvador, BA, em 20 de dezembro de 1636, numa época de grande efervescência social, e faleceu no Recife, PE, pelas mais recentes pesquisas, em 1695. Como poeta de inesgotável fonte satírica não poupava o governo, A falsa nobreza da terra e nem mesmo o clero. Perigoso e mordaz, apelidaram-no de “O Boca do Inferno”. Em vida não publicou nenhuma obra. Em sua época, seus poemas eram manuscritos e corriam de mão em mão, o que foi suficiente para fazer a fama do poeta.


Joaquim Maria Machado de Assis nasceu em 21 de junho de 1839 na cidade do Rio de Janeiro. Neto de escravos alforriados, foi criado em uma família pobre e não pôde frequentar regularmente a escola. Porém, devido a seu enorme interesse pela literatura, conseguiu se instruir por conta própria e encontrou no caminho das letras a sua identidade social e política. Ao longo de sua vida, escreveu para revistas, jornais e, suas obras, abarcam praticamente todos os gêneros literários. É considerado por muitos críticos, estudiosos, escritores e leitores um dos maiores, senão o maior, nome da literatura do Brasil.


José Martiniano de Alencar nasceu em 1829, no Estado do Ceará. Foi o primeiro grande prosador da literatura brasileira, possuindo uma grande obra (em volume e qualidade), abrangendo desde o indianismo e a prosa social-urbana até o regionalismo e o romance histórico, sem esquecer também do teatro. Em Lucíola, temos um exemplar de sua prosa de caráter urbano, ambientada no Rio de Janeiro do século XIX e retratando a vida e os costumes da burguesia carioca. Alencar faleceu em 1877, quando já era considerado um escritor consagrado.


 

Especificação do produto
  • Paginas
    1.793
  • Formato
    16 x 23 cm
  • Profundidade
    15 cm
  • Editora
    Penkal
  • ISBN
    4000000182979
  • Acabamento
    Brochura
  • Autor
    Adolfo Caminha | Augusto dos Anjos | Fernando Pessoa | Eça de Queirós | Bernardo Guimarães | Gregório de Matos | Machado de Assis | José de Alencar
  • Idioma
    Português
  • Ano da Edição
    2021
  • Peso
    1,500 kg

Avaliações e depoimentos

Formas de Pagamento

Boleto Bancário

no Boleto/Transferência

Cartão de Crédito
Nº de parcelas Valor da parcela Juros Valor do Produto